Cachoeiras pelo Brasil: 7 destinos imperdíveis!

Passeios por cachoeiras do Brasil: onde ir e como curtir

Para quem gosta de pontos turísticos naturais e maravilhosos, o Brasil tem as mais lindas cachoeiras por suas regiões, também é uma das melhores opções para quem gosta de exercícios e desafios, até mesmo para os sedentários que querem se desafiar. E para que você saiba algumas das mais lindas cascatas brasileiras, nós preparamos esse conteúdo especial para você, com alguns detalhes sobre as trilhas, algumas dicas de preparo e de lazer. Continua lendo o texto e confira!

As melhores cachoeiras do Brasil para conhecer

O Brasil é repleto de maravilhas naturais e escolher as mais bonitas é um trabalho quase impossível, para quem já é familiarizado com viagens nacionais pelos pontos turísticos mais lindos, sabe bem como é a sensação de escolher o melhor ou mais bonito. Mesmo assim nós trouxemos algumas das que consideramos mais imperdíveis dentre tantas opções, preparado? Então vamos nessa:

Cachoeira do Marsilac na região de São Paulo

A famosa cachoeira em SP, Marsilac fica na Área de Proteção Ambiental APA Capivari Monos, em uma terra indígena no extremo sul do município e é formada pelo último rio da Capital que ainda é limpo. É um local muito bem estruturado com lanchonete e restaurante abertos em finais de semana ou em alta temporada. Eles têm uma taxa ambiental no valor de 15 reais por pessoa entre 8 a 59 anos.

A rota é leve, com poucos trechos de inclinação e a área é bastante aberta na maioria do tempo, tendo sete quilômetros de caminhada, dura em média cinco horas.

Quedas d’água de Sussuapara na região de Tocantins

A 20km de Ponte Alta no Tocantins, você encontra o cânion de Sussuapara, com rochas de 15 metros de altura e uma queda d’água maravilhosa, clima agradável na chegada e uma beleza estonteante. A entrada é de graça!

A trilha tem apenas 100 metros e leva até a base dos paredões de rocha, um local perfeito para banho. O acesso até a trilha precisa ser feito por um veículo 4×4.

Cachoeira do Véu da noiva na região do Mato Grosso

Na região de Mato Grosso, além do Véu da Noiva, o Parque Nacional da Serra do Cipó tem mais de 60 cachoeiras. A trilha para essa queda é bem tranquila, com salva-vidas de plantão nas margens. Os polos para banho são lindos, de água cristalina assim como a cachoeira em si.

Trilha fácil, de caminhada leve do centro de visitantes até a ponte tem 4km de estrada, mais 380m depois da ponte até as águas. Existe algumas diferenças no ingresso, por isso é melhor acessar o site para entender mais.

A queda da Serra Azul em Mato Grosso

No município de Barra do Garças, no Mato Grosso, o Parque Estadual da Serra Azul é muito frequentado pela beleza de sua cachoeira. A caminhada é de aproximadamente 800 metros e tem duas partes com irregulares escadarias, com em média 470 degraus, ou você pode optar por uma incrível!

A cascata do Buracão em Ibicoara na Bahia

A cachoeira do Buracão é meio afastada das outras atrações da Chapada, onde se encontra. Podendo demorar em média duas horas de Igatu até o parque, por isso é importante se programar. Ela tem uma queda de 85 metros e é simplesmente maravilhosa, e tem uma trilha de mais ou menos 3km.

É uma caminhada de poucas subidas e o tem um terreno predominantemente plano, demorando em média uma hora para chegar, com vários lugares lindos no meio do caminho para conhecer e apreciar.

A cachoeira de Santa Bárbara em Cavalcante/Goiás

Visitar as quedas de Santa Bárbara é também visitar as águas vizinhas, tão belas e atrativas quanto, é necessário guias e a estrada até o começo da trilha é bem complicada, mas vocês podem ter certeza que ela vale a pena. A trilha até as águas é de apenas 1500 metros, de trajeto simples e aberto, sem muita dificuldade, demorando em média trinta minutos até chegar nas quedas d’água.

As cataratas do Iguaçu em Foz do Iguaçu

Uma das 7 maiores maravilhas do mundo, localizada no Parque Nacional do Iguaçu, as cataratas são muito visitadas e apreciadas há anos. Você pode chegar ao local com os ônibus de lá ou pode escolher fazer a trilha de 1200 metros, tendo diversos ângulos das quedas d’água até enfim chegar ao ponto mais próximo da Garganta do Diabo.

Como fazer a preparação para as trilhas?

Para quem não é acostumado a fazer trilhas e caminhadas, até mesmo para quem tem esse costume e quer manter a forma para a próxima viagem a pé, é muito importante manter atividades constantes, com isso, existem alguns exercícios que você pode fazer para ir mantendo o condicionamento físico. É importante lembrar que, se essa é a sua primeira vez com trilhas, escolha uma que seja fácil! As longas caminhas, para quem não tem o hábito, se tornam desgastantes tanto para o corpo quanto para a mente.

Comece com as caminhadas, podendo ser de 3km por dia ou 5km três vezes na semana, é uma ótima forma de deixar seu corpo acostumado com os desafios. Sempre vá com a bolsa nas costas e escolha lugares não tão regulares, desafie-se para se manter preparado. Você também pode escolher um dia da semana para não usar nenhum elevador e subir de escada em todos os lugares, para ir treinando o condicionamento físico.

Você também pode optar por fazer agachamentos comuns e com recuo, carregando uma mochila nas costas para preparar os músculos certos. Você pode encher a mala com os equipamentos de trilha, ou com um saco de 5kg de arroz ou até mesmo com pesos de academia. E lembre-se de se alimentar propriamente antes de fazer os seus exercícios!

E então? Animado para a próxima trilha? Esperamos que você conheça as mais lindas cachoeiras do Brasil e se aventure o quanto desejar. Lembre-se de sempre fazer as trilhas com segurança e cuidado! Você também pode conferir o nosso post sobre o melhor horário para malhar. Até a próxima!